Qual é o valor do crédito de carbono? Entenda o mercado!

Share
Qual é o valor do crédito de carbono?

Fonte: Pixabay

Qual é o valor do crédito de carbono? Hoje vamos falar sobre eles e como esse é o principal tema quando pensamos no mercado de ações sustentáveis. Aproveite e conheça tudo sobre ele.

O crédito de carbono cumpre papel importante ao viabilizar incentivos financeiros para que os países invistam em ações que visam reduzir carbono da atmosfera. Por isso, muitos têm visto essa transação como meio fácil de reduzir os impactos ambientais apenas com transações bancárias. Entretanto, isso tem limites!

Antes de falar sobre os detalhes deste tema, façamos um apanhado geral sobre os créditos de carbono.

Como o crédito de carbono é gerado?

Antes de saber qual é o valor do crédito de carbono, julgo ser necessário entender melhor como os países podem gerá-lo. Logo, se quiser se inteirar mais, sugiro que leia o post “qual é o valor do crédito de carbono”. Faça isso após terminar esta leitura.

A princípio, saiba que é possível gerar créditos de carbono através de diferentes órgãos internacionais. Os mais conhecidos são:

  • Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL);
  • Convenção-Quadro das Nações Unidas Sobre Mudança do Clima (UNFCCC);
  • Verified Carbon Standard (VCS);

Este último é considerado o principal padrão independe do mercado de carbono.

Para que, de fato, os países posam emitir esses créditos, eles precisam registrar seus projetos sustentáveis em algum destes padrões. Além disso, devem estar cadastrados em órgãos que monitoram atividade.

Tais processo possuem critérios de elegibilidade e prazos, distintos, mas os processos são muito similares.

Os modelos aceitos de projetos são dos mais variados e até os mais comuns, como é o caso os florestais, são aceitos. Dentre os projetos sustentáveis elegíveis, temos:

  • Tratamento de efluente e também resíduos;
  • Eficiência de processos;
  • Reflorestamento;
  • Substituição de combustíveis e ainda, a geração de energia renovável;

Em resumo, o que determina se um projeto é elegível ou não, são uma série de critérios. Abaixo você pode conhecer alguns:

Critérios para tornar projetos elegíveis

  1. Comprovação de adicionalidade: comprovar que o projeto ambiental tenha um diferencial que demonstre eficácia. Ou seja, que não se trata de uma atividade qualquer, já realizada na região.
  2. Aderência de métodos registrados: embora possamos abraçar diversas atividades, se enquadrar em cada uma delas é algo bem criterioso. Sendo assim, o país precisa atender à metodologia aplicada.
  3. Tempo: contamos com várias travas temporais aplicáveis. A que mais se destaca, sem dúvida, é o alinhamento entre a intenção de gerar créditos e a implementação do projeto. Desse modo, se a execução do mesmo não ocorrer em uma data próxima ao seu registro, o mesmo torna-se inelegível. Isso porque o objetivo é fazer com que as iniciativas valorizem a questão ambiental e tragam viés financeiro agregado.
  4. Nível de confiança: todo projeto deve ser verificado, tanto pelos organismos de registros, quanto pela terceira parte autorizada.

Qual é o valor do crédito de carbono?

A princípio, devo lhe informar que não simples responder à questão: qual é o valor do crédito de carbono? Isso, acontece porque o máximo que conseguimos fazer é uma antecipação de valor.

Porque este é um assunto complexo? A saber, o valor do crédito de carbono possui características de commodities e seus custos de transição são cotados em dólar.

Por isso, as negociações dos créditos de carbono, são realizadas em moeda estrangeira. O resultado disso é um grande desafio na avaliação do comportamento de preço no futuro.

Além disso, outra questão interfere na resposta quando perguntas qual é o valor do crédito de carbono. A própria moeda possui uma trajetória de preços incerta, devido a questões de momento e região.

A saber, com a pandemia de Covid-19, as atividades econômicas diminuíram, as emissões reduziram e criou-se menor demanda.

No entanto, é possível fazer algumas cotações. O fundo de investimentos Northlander Commodity Advisors, por exemplo, pode atingir os 75 euros até o fim do ano.

Vale a pena investir em créditos de carbono?

Falamos antes sobre qual o valor do crédito de carbono e agora vem a pergunta mais importante: créditos de carbono valem como investimento? Sim, acredito benque além de toda questão ambiental, o futuro está ligado a empresas e ações ligados ao ESG. A tendência do mercado de créditos de carbono é apenas crescer, então além de ajudar o planeta ainda é possível entrar em um mercado de ativos com muito potencial de crescimento.

Quer um exemplo de rentabilidade?  O ETF KRBN, replicado pelo fundo da XP, acumulava uma valorização de 75% desde sua criação, em 30 de julho de 2020, a 22 de agosto de 2021.

Qual valor credito de carbono - Gráfico do ETF KRBN

Se você quer saber mais sobre o mercado de crédito de carbono, confira o vídeo abaixo do canal da Genial Investimentos, onde eles falam da fintech Moss, uma startup que trouxe a possibilidade de investir em créditos de carbono para o universo das pessoas físicas.

Conseguiu entender qual o valor do crédito de carbono? Quer mais informações sobre como vender e comprar? Então, entre em contato!

Leia o Menos Carbono e continue bem informado sobre sustentabilidade, créditos de carbono e como ter uma vida mais sustentável

About Author

https://menoscarbono.com.br

Especialista em criar aquilo que um dia você vai procurar no Google. Interessado em créditos de carbono, mercado ESG e como criar um planeta mais sustentável.

Leave A Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O que significa sustentabilidade? Entenda! Qual a diferença entre efeito estufa e aquecimento global?